Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Prontidão para leitura e escrita



Objetivos:


Propiciar ao aluno:

Ø Livre expressão de idéias;
Ø Observação da seqüência e fatos;
Ø Condições de distinguir letras dentro de um contexto;
Ø Sistematização da escrita;
Ø Integração de textos variados;
Ø Produção e interpretação de pequenos textos;
Ø Desenvolvimento d criatividade e da acuidade visual;
Ø Condiçòes e recursos que permitam a construção do seu pensamento;
Ø Condições para fazer a correspondência som-escrita;
Ø Condições de expressar-se oralmente com desenvoltura e clareza;
Ø Construção da base alfabética e ortográfica.



Conteúdo Programático


Ø Período preparatório
Ø Alfabeto/ordem alfabética
Ø Reconhecimento de letras
Ø Relação letras/novas sílabas
Ø Correspondência som/escrita
Ø Palavra – chave/sílabas/letras
Ø Sílaba - chave
Ø Família silábica
Ø Formação de palavras novas
Ø Elaboração e interpretação coletivas de pequenos textos
Ø Construção da leitura e da escrita
Ø Ditado/base alfabética e ortográfica













Conteúdo/Atividades



Período Preparatório


Ø Observação de um objeto real, dizendo através de gestos o que foi visto
Ø Ofereceimento à criança de objetos dentro de saquinhos para serem identificados através de gestos
Ø Apresentação de cartazes com a palavra que representa o que foi identificado
Ø Apresentação e leitura de alguns símbolos como: sinais de trânsito, logotipos e etc.
Ø Invenção de símbolos, para representar coisas como: nome de um objeto da sala de aula, nome de um objeto que pertença a material escolar, etc.
Ø Organização de palavras com ajuda da professora utilizando códigos tais como enviar uma mensagem a um colega
Ø Exploração de vários objetos levantando todo tipo de dados e fazendo a reconstituição deles oralmente ou através de desenhos
Ø Apresentação pela professora de vários objetos para que a criança identifique:

- letra inicial do nome do objeto;
- quantidade de letras do nome do objeto;
- características físicas do objeto;
- quantidade de vezes que abre a boca para falar o nome do objeto escolhido.

Ø Recorte de revistas e jornais de outras palavras e figuras que comecem com a mesma letra do objeto escolhido
Ø Estimulação dos alunos para que realizem trabalho com o lápis, rabiscando, traçando, colorindo e ao mesmo tempo, desenvolvendo conceitos, comparativos de tamanho, forma, espaço, posição
Ø Realização de atividades envolvendo seu próprio nome:

        - colando barbantes por cima das letras do seu próprio nome;
        - recortando letras de jornais, revistas, montando seu próprio nome, etc.



Alfabeto/Ordem alfabética

Reconhecimento de letras

Relação letras/Novas sílabas

Correspondência som – escrita

Ø Dramatização das vogais maiúsculas e minúsculas com o uso de máscaras, formando encontros vocálicos
Ø Reconhecimento pelos alunos batendo palma, de uma série de palavras iniciadas com vogal
Ø Conto de histórias pela professora apresentando o alfabeto
Ø Cânticos de músicas com o alfabeto
Ø Formação do alfabeto com o nome dos colegas da sala
Ø Observação através de fichas da primeira letra do nome dos colegas
Ø Utilização dos cartazes da classe, para os alunos descobrirem determinadas letras do alfabeto
Ø Apresentação de teatrinho com as letras do alfabeto
Ø Fixação na parede da sala de saquinhos plásticos, escrevendo sobre cada um, uma letra do alfabeto e em seguida:

- solicitação aos alunos que tragam objetos e figuras para serem colocados nos saquinhos;
- observação dos objetos, identificando a primeira letra de cada um;
- separação de um objeto, colocando dentro do saquinho que tiver a letra inicial do objeto

Ø Formação de grupos de cinco a seis colegas, para montarem com os próprios corpos a letra indicada, em seguida dizer uma palavra que comece com a letra formada pelo seu grupo. Logo após, todos irão escrever a letra formada pelos demais grupos
Ø Leitura do alfabeto observando o som, escrevendo em seguida as letras nos lugares indicados
Ø Confecção das letras do alfabeto na forma maiúscula e minúscula, para exercícios de fixação
Ø Distribuição de palavras escritas com letras de tipos diferentes, para que os alunos façam comparações
Ø Solicitação às crianças que tragam jornais, revistas e outros materiais lingüísticos, para serem analisados os diferentes tipos de letras
Ø Organização do alfabeto através de atividades escritas e orais
Ø Observação do número de letras que têm nas palavras solicitadas pela professora
Ø Observação de palavras que comecem com as letras O, R, S, etc.
Ø Leitura coletiva do alfabeto
Ø Exploração auditiva observando o som das letras
Ø Escrita em quadrinhos de letras que vem antes, depois ou entre as letras apresentadas
Ø Realização de exercícios de ligação de pontos seguindo a ordem alfabética



Palavra – chave/sílabas/letras

Sílaba – chave

Família Silábica

Ø Exploração auditiva, levantando as mãos sempre que ouvirem a palavra-chave
Ø Exploração visual balançando a cabeça, sempre que olharem a palavra-chave
Ø Identificação da palavra-chave usando letras escritas de várias formas
Ø Observação das palavras escritas no quadro, para as crianças repetirem, escreverem na carteira com o dedo, fecharem os olhos e escreverem no ar e finalmente, escreverem no caderno
Ø Escrita no quadro de frases para serem identificadas as palavras-chave
Ø Fixação da sílaba-chave através de exercícios escritos e orais
Ø Solicitação aos alunos que tragam garrafas de plásticos vazias, para que sejam coladas sílabas e em seguida organizar o boliche
Ø Apresentação, identificação e escrita de sílabas e palavras já estudadas
Ø Recorte e colagem de sílabas formando palavras
Ø Invenção de palavras usando as fichas com as sílabas
Ø Fixação das sílabas-chave separando-as
Ø Apresentação de palavra falando lentamente cada sílaba da família
Ø Fixação da família silábica através de ditado mudo e oral
Ø Realização de jogos e brincadeiras, com a família silábica estudada
Ø Formação da família silábica usando fichas para que os alunos observem o total de letrinhas e os sons das mesmas
Ø Realização de atividades escritas e orais com a palavra-chave, sílaba-chave, família silábica, em outro contexto, para que os alunos as reconheçam, identifiquem e entendam os novos significados
Ø Utilização de cartazes para melhor visualização da palavra-chave, sílaba-chave e família silábica






Formação de palavras novas


Ø Leitura e formação pelos alunos, de palavras novas através de fichas
Ø Apresentação de palavras às crianças para lerem e escreverem
Ø O professor escreverá uma palavra em uma ficha, e cada criança terá uma ficha igual a do professor, para que seja analisada e sintetizada a formação dessa palavra
Ø Realização de joguinhos e brincadeiras através de fichas para a formação de palavras novas e sílabas novas
Ø Distribuição de pequenos textos, solicitando aos alunos que localizem determinadas palavras e sílabas
Ø Utilização de fichas, para a formação de palavras novas, unindo sílabas já estudadas
Ø Leitura e escrita de palavras novas
Ø Formação de palavras novas com a família silábica em estudo
Ø Observação de palavras novas para que os alunos descubram semelhanças e deferenças entre as mesmas



Elaboração e interpretação de textos

Construção da leitura e da escrita


Ø Apresentação em um mural de uma seqüência de fatos para que os alunos inventem uma história
Ø Observação de telas para as crianças interpretarem e aprofundarem as idéias presentes na tela
Ø Apresentação de gravuras, para que os alunos discutam, descrevam e coloquem seqüência nos fatos estimulando a observação, inferência e raciocínio
Ø Montagem coletiva de uma pequena cartilha com os alunos, começando por desenhar a capa e escrevendo pequenos textos livres
Ø Elaboração coletiva de um texto a partir de questionamentos
Ø Sugestão de pesquisas em textos, para discutir com os alunos a questão do entendimento e a interpretação do texto, a formulação de diálogos e novos conceitos
Ø Montagem de uma história coletiva escrevendo no quadro e solicitando aos alunos que a copiem
Ø Levantamento com os alunos de logotipos de marca, placas de rua, foto, etc., para que percebam a importância da leitura e da escrita
Ø Leituras e comentários de livros, revistas e jornais trazidos pelos alunos, observando sua importância, conteúdo e tipo
Ø Estimulação à leitura e escrita, solicitando aos alunos que tragam embalagem, letreiros, montando um mural na sala
Ø Observação de tiras de papel com o nome da professora, alunos e objetos da sala para que sejam lidos e escritos pelos alunos
Ø Leitura coletiva feita pelos alunos, para serem interpretadas livremente
Ø Realização de hogos e brincadeiras que estimulem a leitura e a escrita
Ø Leitura silenciosa do texto ou palavras do texto para realização de uma discussão das idéias
Ø Organização do Cantinho da Expressão, que poderá ter:

-         livros  infantis,  jornais, revistas,  rótulos,  painéis com texto criados
pelos próprios alunos, jogos de leitura/escrita, papéis, cola, tesoura, almofadas, para estimulação da leitura/escrita

Ø Solicitação aos alunos que lêem, declamem, cantem em coro fazendo gestos, proporcionando o desenvolvimento da leitura, escrita e expressão oral
Ø Promoção de diálogo a partir de dramatização entre os alunos, para desafiá-los a escrever
Ø Interpretação oral de cenas visando a preparação da leitura do texto e a interpretação escrita


Ditado/base alfabética/ortográfico



Ditado mudo

O professor escreve a palavra ou frase no quadro, os alunos lêem silenciosamente, o professor apaga e os alunos escrevem em seus cadernos
O professor mostra figuras e os alunos escrevem o nome da figura, ou formam uma frase sobre a mesma



Ditado simples oral

O professor fala a palavra ou a frase e os alunos as escrevem em seus cadernos.
O professor dita as palavras ou frases para as crianças adivinharem a “dificuldade do dia.”
O professor combina a dificuldade em estudo e os alunos vão lendo, as palavras escritas por todos.
O professor distribui uma folha mimeografada com palavras que tenham as famílias silábicas em estudo e as crianças sublinharão as palavras ditas pelo professor, identificando a família silábica em estudo.


Ditado relâmpago

O professor mostra a palavra escrita numa ficha durante o tempo suficiente para os alunos lerem, depois guarda enquanto os alunos escrevem.































Construção da noção de números e quantidade


Objetivos:

Propiciar ao aluno:

Ø Conhecimento sobre conjuntos;
Ø Noção de classificação, seriação e contrução de número;
Ø Condições e recursos que permitam leitura, escrita e representação de números até 30;
Ø Identificar números quanto a correspondência;
Ø Relacionar e representar numerais associados a quantidade;
Ø Identificar a relação o todo e as partes;
Ø Desenvolver o raciocínio lógico;
Ø Noções de operações simples de adição e subtração;
Ø Noções sobre o sistema monetário brasileiro;
Ø Noções sobre formas e figuras geométricas.














Conteúdo Programático

Ø Conjuntos

- Linhas: aberta e fechada;
- Relação de pertinência;
- Correspondência um a um;
- Classificação e seqüência: símbolos <> (maior – menor),  == (igual – diferente).

Ø Sistema de numeração

- Números e numerais até 30;
- Antecessor/sucessor/seqüência;
- Elementos a mais/a menos;
- Ordem crescente e decrescente;
- Numerais pares e ímpares;
- Leitura e escrita de numerais.

Ø Operações com números naturais

- Adição;
- Subtração.

Ø Noções do sistema monetário brasileiro

- Real/símbolo;
- Cédulas/moedas.

Ø Formas e figuras geométricas

- Triângulo/retângulo/quadrado/círculo

Conteúdo Programático

Ø Conjuntos

- Linhas: aberta e fechada;
- Relação de pertinência;
- Correspondência um a um;
- Classificação: mais, menos, mesmo número de elementos;
- Ordenação e seqüência: símbolos <> (maior – menor); == (igual – diferente).
Ø Sugestão às crianças que formem conjuntos, com o próprio material escolar
Ø Através do uso de barbantes, fios de lã, lápis de cera, delimitar os conjuntos, permitindo que verbalizem o nome dos conjuntos formados
Ø Realização de trabalhos de enfiar contas em fios de barbante ou de linha, para formarem conjuntos de contas grandes, pequenas, azuis, amarelas, etc.
Ø Disposição das crianças sentadas em rodinhas, com objetos espalhados no centro. Cada criança receberá um objeto que será seu atributo. A um sinal dado pelo professor, cada uma deve agrupar-se com o colega que estiver segurando o objeto igual, formando um conjunto
Ø Realização de desenhos ao lado do elemento que forma cada conjunto
Ø Cânticos de músicas identificando linhas abertas e fechadas
Ø Brincadeira no pátio com as crianças, levando-as a formar de mãos dadas, linhas abertas e fechadas
Ø Preparação de vários conjuntos no chão da sala de aula, colocando em cada um deles um objeto que não faça parte do conjunto, para que as crianças percorram os conjuntos formados, retirando os que não pertençam a eles
Ø Observação de um desenho, ligando cada figura ao conjunto a que ela pertence
Ø Realização de desenhos de objetos que pertencem ou não pertencem ao conjunto solicitado
Ø Dramatização de histórias, na qual a criança exercite a correspondência um a um entre conjuntos
Ø Distribuição de folha mimeografada, com conjunto de meninos e outro de bonés, fazendo a ligação de cada menino a um boné
Ø Ligação de cada figura do conjunto da esquerda a uma figura do conjunto da direita. Depois pintar o conjunto que tem mais elementos
Ø Observação da figura de vendedores de balões, circulando o vendedor que estiver segurando mais balões
Ø Ligação de conjuntos com a mesma quantidade de elementos
Ø Apresentação de figuras de animais com filhotes, contornando, com lápis de cor, o que tiver menor quantidade de filhotes
Ø Desenho de conjuntos, relacionando-os através dos símbolos <>, ==


Ø Sistema de numeração

- Números e numerais até 30;
- Antecessor/sucessor/seqüência;
- Elementos a mais/a menos;
- Ordem crescente e decrescente;
- Numerais pares e ímpares;
- Leitura e escrita de numerais.

Ø Conversação com os alunos, explicando que número é a quatidade de elementos de um conjunto e a representação de um número na forma de símbolos matemáticos ou palavra, chama-se numeral
Ø Confecção de numerais com lixa, isopor, espuma, para serem apalpador, com os olhos fechados, desenvolvendo os movimentos necessários para a sua grafia
Ø Distribuição de fios para que reproduzam o traçado dos numerais
Ø Confecção de cartazes com numerais e afixá-los na parede da sala de aula
Ø Utilização do ábaco para o treinamento de contagem
Ø Realização de atividades escritas, com numerais até 30
Ø Apresentações de cartões relâmpagos com desenhos de conjuntos para contagem da quantidade dos seus elementos
Ø Cânticos e quadrinhas que envolvam contagem
Ø Motivação das crianças para cantarem filas de alunos, cadeiras, mesinhas, lápis, cadernos, livros, etc.
Ø Realização de brincadeiras tais como, falar no ouvido da criança que pule cinco vezes..., oito vezes..., para que as demais adivinhem o que foi solicitado
Ø Confecção de vários sacos de papel com o numeral escrito do lado de fora, solicitando que as crianças coloquem tampinhas, palitos, etc., em cada saco na quantidade indicada
Ø Observação de retas numeradas para a complementação das seqüências numéricas
Ø Complementação das linhas pontilhadas com numerais que venham antes, entre ou depois do numeral apresentado
Ø Utilização de pedaços de cordas, formando vários conjuntos de objetos no chão da sala, solicitando aos alunos que coloquem mais um elemento em cada conjunto
Ø Através de gravuras indicar em cada conjunto os elementos que estão a mais
Ø Apresentação de conjuntos para que seja completado de acordo com o número de elementos solicitados na etiqueta
Ø Solicitação aos alunos que formem uma fila em ordem crescente ou decrescente
Ø Através de máscaras numeradas, solicitar aos alunos que formem uma fila do maior numeral para o menor numeral ou vice-versa
Ø Distribuição aos alunos de vários numerais para que sejam colocados em ordem crescente ou decrescente
Ø Cânticos de músicas que envolvam numerais pares e ímpares
Ø Observação pelos alunos do que usam aos pares: meias, sapatos, etc., para que percebam que pares são grupos de dois
Ø Formação de conjuntos pares e ímpares em ordem crescente e decrescente
Ø Solicitação aos alunos para que pintem apenas os objetos que usamos aos pares
Ø Recorte de figuras que usamos aos pares, colando-as dentro dos círculos
Ø Contagem e escrita do número de pares de objetos que há em cada conjunto apresentado
Ø Apresentação de desenhos de conjuntos, para que sua quantidade seja lida e escrita pelos alunos
Ø Distribuição de exercícios mimeografados com conjuntos para que leiam e escrevam a quantidade de elementos de cada conjunto
Ø Escrita de numerais até 30, pintando os maiores que 15 de uma cor e os menores de outra cor
Ø Ligação de pontos seguindo a numeração de 0 à 15, obedecendo a ordem numérica
Ø Apresentação de fichas com numerais para sua leitura e escrita


Ø Operações com números naturais

- Adição;
- Subtração.

Ø Introdução da noção de adição como a ação de juntar uma quantidade a outra realizando desenhos, recortes e colagens
Ø Observação do desenho de dois conjuntos de figuras formando um terceiro conjunto com o agrupamento dos dois
Ø Distribuição de exercícios mimeografados, para que os alunos realizem a atividade da adição
Ø Apresentação de um colar de bolinhas, para que os alunos identifiquem com quantas bolinhas ficou depois de retiradas algumas
Ø Apresentação de figuras para identificar qual a operação (adição ou subtração), que a mesma representa
Ø Realização de continhas de adição e subtração através de exercícios escritos e orais
Ø Interpretação de histórias com situações problemas para que os alunos identifiquem e resolvam as operações
Ø Apresentação de figuras para que observem quantos objetos foram acrescentados ou retirados
Ø Realização de cálculos orais de adição ou subtração, indicando o resultado


Ø Noções do sistema monetário brasileiro

- Real/símbolo;
- Cédulas/moedas;
- Situações que envolvam compra e venda.

Ø Conversas informais sobre nossa moeda
Ø Realização de trabalhos em grupo, para a identificação do Real e seu corrspondente símbolo
Ø Manuseio de cédulas e moedas
Ø Dramatizações realizadas pelos alunos que representem situações de compra e venda


Ø Formas e figurs geométricas

- Triângulo/retângulo/quadrado/círculo

Ø Conversas informais sobre: triângulo, retângulo, quadrado e círculo
Ø Realização de atividades em grupos com blocos lógicos para a identificação de suas formas
Ø Distribuição de figuras geométricas e agrupamento das mesmas, pelos alunos, de acordo com as formas
Ø Realização de cânticos sobre as figuras geométricas
Ø Apresentação de objetos, para serem identificados com as formas geométricas estudadas 
FONTE: JULIA ROCHA CAMARGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário